Ação Imodernizar - Atendendo o Termo de Doação de n° 0016/2017


O Termo de doação e parceria feito pelo Imodernizar junto a Associação de Proteção Animal de Riachão do Jacuípe - Beato Salu, visou atender a demanda de custear medicamentos e a ração para alimentação dos animais que se encontravam em uma unidade de tratamento mantida pela instituição, com intuito também de tratar os animais de rua e poder lhe proporcionar saúde e encaminhamento para adoção. Ao longo dos anos, o Instituto Imodernizar, comprometido com a causa, colaborou com ajuda mensais que ajudou em diversas ações, onde foram vacinados e castrados centenas de animais abandonados que vivem a mercê do tempo nas ruas da Cidade de Riachao do Jacuípe. Após o fomento das ações, foram registrados diversos adoções de cães que antes viviam em abandono total.

OBJETIVOS GERAIS E JUSTIFICATIVAS APARJ - Ao longo de anos o município de Riachão do Jacuípe convive com a morte indiscriminada de milhares de animais, desde a eutanásia (visando o controle populacional e de doenças como a raiva canina e outras) à espancamento, abandono, excesso de peso, enfim, crueldades diversas sustentada por um pensamento equivocado da sociedade e do próprio poder público.

Diante de tanto descaso e indignação com a maneira que os animais têm sido tratados, surgiu a APARJ – Beato Salu, uma Associação de Proteção aos Animais de Riachão do Jacuípe, por entender que a eutanásia é totalmente ineficaz, pois a taxa de eliminação é rapidamente superada já que não há um controle com a taxa de natalidade e que os animais são seres sencientes capazes de sofrer, amar, sentir dor, medo, raiva ou outras emoções.

Assim fica claro que é necessário políticas públicas para os animais, conscientização por parte da população sobre a guarda responsável, o controle populacional através de castração ou outros meios e a ação do Ministério Público legitimando ações civis e penais públicas contra qualquer ato de dor e sofrimento praticada contra os animais.

Diante do exposto, a APARJ – Beato Salu, vem contribuir com o despertar da consciência para a responsabilidade coletiva, pois humanizar um município e torná-lo ecologicamente equilibrado é estabelecer critérios que inclua os animais que dividem com os homens o mesmo espaço, O PLANETA TERRA.

Não se pode mais admitir que práticas cruéis contra as outras espécies, visando sempre o benefício humano, continuem acontecendo em nosso município. Uma nova consciência deve ser assumida: TODOS os seres tem direito a vida e liberdade, portanto, devem ser tratados com dignidade.